16 May 2007

Doce

Cozinhe minha alma, mande-a ao inferno(,)
nesse fogo de tuas entranhas
Provoque o pecador, o pecado, sangra-lhe a carne,
suga-lhe o sangue
Mostre seus lábios, ofereça o beijo,
arranca-lhe a língua

Causa-me o desejo, toma-me o doce
“Quem sou eu frente a esse demônio?